Avançar para o conteúdo principal

É tempo de Natal #3 - de 18 a 24 de Dezembro 2017

Os últimos dias do calendário, foram aqueles em que a imaginação já deixava muito a desejar e foi mais difícil de enquadrar com a vida do dia-a-dia.


Árvore de Natal em Óbidos



Segunda, dia 18  

Tarefa: Fazer um anjinho para decorar a casa


Utilizámos rolo de papel higiénico, folha, diversos materiais brancos e pintámos com caneta dourada. Ele adorou o seu "Ângelo" (e ainda está convencido que sou eu que me engano quando digo "anjo").

Terça, dia 19  

Tarefa: "Falar" com a minha amiga Ema

Primeiro mandou-lhe uma mensagem e depois ligou-lhe, mas quem se fartou de falar foi ela :) já que ele é parco nas palavras. 



Foi também dia de ir ao oftalmologista para ver se estava tudo ok com a visão. Confirma-se: tem "uma visão rx"  e vê super bem.

Quarta, dia 20  

Tarefa: Fazer uma lembrança de Natal para as educadoras Susana e Felicidade


A mãezinha não é muito prendada par DYI e não me ocorreu atempadamente em comprar alguma coisa útil. Assim, comprei "Café das Caldas"(Mercearia Pena) e uns Lagartos. Arranjei um frascos, fizemos uns rótulos personalizados (desenho do Diego, caligrafia da mãe) e metemos um lado pipi no saquinho dos bolos. Fizemos em duplicado: um para e educadora e outro para a auxiliar.
 , embrulhámos em papel crepe e voilá!


Quinta, dia 21  

Tarefa: Ir à festa de aniversário do Tomás e brincar com os "primos".



Sexta, dia 22  

Tarefa: Portar-me bem e divertir-me na festa da escolinha




Sábado, dia 23  

Tarefa: Ir a Óbidos Vila Natal

Tinha os bilhetes comprados desde há muito (aproveitei promoção e ficou 4.90€ cada pessoa); A ideia original foi ir no dia 8 de Dezembro, mas como o tempo esteve não mau de humidade e chove-não-molha, acabámos por adiar. Confesso que estava com muito receio de ir a um sábado e ainda mais o 23 de dezembro. Errada, muito errada. 
Não havia filas para estacionar, não havia filas para quem queria comprar bilhetes, nem para andar nas atracções.Nada!
Acho que se divertiu bastante.






A melhor prenda que a madrinha lhe poderia ter oferecido foi uma volta de comboio (e ainda lhe ofereci outra, para ele "ir à frente")
,e o almoço foi no McDonalds, porque "Natal" não são todos os dias.


Domingo, dia 24  

Tarefa: É o ultimo dia do Advento. A noite mais esperada é hoje: celebrar o Natal com a minha família.



Foto de pijama!!!

Este ano éramos só 19 adultos e 6 crianças, mas isso não impediu de haver uma mesa para sobremesas que davam para alimentar um batalhão. 


Segunda, dia 25  

Natal!!!!

Este dia já não estava incluído no calendário do Advento, mas não podia de deixar passar ao lado.

O Diego fez o puzzle que lhe demos (com ajuda do pai) e montámos a pista nova de comboio.

O almoço foi a "repisa" da véspera e nada como uma canjinha para ajudar a digestão de um milhão de calorias.

 O cachopo acabou mesmo por ficar "de molho" e acabei a tarde a cantar "The hills are alive in the sound of music, With songs they have sung for a thousand years, The hills fill my heart with the sound of music, My heart wants to sing every song it hears"...e bla bla bla ( porque eu até o "cd" das músicas eu tenho.

Notas deste calendário: Gostei de o fazer e acho que o Diego também apreciou. Ficou claramente com a noção dos dias e houve vezes em que me enganei (ups!do tipo no dia 11 meti papel a dizer dia 10...) e ele reparou logo. Foi um mês de ele ficar ainda mais apegado a mim, porque na maioria das vezes, fizemos as actividades só os dois.
Espero que no próximo ano o possamos fazer novamente e vou aprimorar as tarefas.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um caso cabeludo...

Como é do conhecimento geral ( ou não!), a minha "área capilar" é dos sítios onde mais dinheiro tenho investido. Isto desde 2000 e troca o passo...
Sabem quando as mulheres se sentem invejosas com alguma coisa no corpo de outra mulher? Pois...a coisa que eu mais invejo é uma farta cabeleira e ver cabelos novos espetados a nascer! Esqueçam lá as coxas trabalhadas e os braços definidos! Se eu pudesse açambarcar alguma coisa de outra pessoa, era um cabelo mais farto.
Com a gravidez, não dava para fazer grande coisa, já que a maioria dos produtos eram contra indicados. Estava perfeitamente mentalizada que só iria retomar os tratamento lá para Outubro (supostamente seria quando deixaria de amamentar). Como as coisas tomaram outro rumo, deixou de haver razão para não atacar o mal pela raiz!
Alguns dias depois de ter parado a amamentação por completo, voltei aos cuidados capilares. Durante a gravidez o cabelo andou "o normal". Não senti "aqueles" benefícios tod…

Cuidados da pele - Rotinas e ácidos "The Ordinary"

Não sou dermatologista, nem facialista, nem especialista de coisa nenhuma, por isso a informação deste post reflecte a minha experiência pessoal e o que tenho pesquisado e lido em publicações que considero fidedignas.
Se me falassem há uns anos de "peeling" ou achava logo que era uma coisa muito radical e por "exfoliante" entendia que era aquela pasta dolorosa tipo "areia com agua". Com as pesquisas, fui entendendo as coisas de uma maneira diferente.

Adoro ouvir falar quem sabe realmente sobre produtos e explica as coisas de maneira que os leigos entendam. Recomendo vivamente duas senhoras que trabalham na "beauty industrie" : Caroline Hirons (UK) e  Stephanie Nicole (US) .

A minha pele da face sempre foi "boa". Não tive grandes crises de acne, nem marcas muito visíveis e sempre suportou confortavelmente as minhas oscilações de peso. Nos últimos anos, tenho-me preocupado mais com a qualidade da pele e menos com a maneira de disfarçar as im…

Hormonas e os seus efeitos colaterais

A queda de cabelo é um grande problema que tenho. Na realidade sofro de alopecia androgenética, ou seja "calvice tipicamente masculina". Vou controlando a situação com tratamento: gotas + pílula Diane 35 + Androcur. Este medicamente é o meu milagre e o meu desespero! Na Bula: "O Androcur é um medicamento hormonal que bloqueia o efeito de androgénios...; tem influência favorável em situações androgenodependentes, tais como crescimento excessivo de pêlos no hirutismo (NOT ME), perda de canelo (alopecia androgenética)..."(ME, ME!!!) Não é nada de alarmante porque me acontece SEMPRE que retomo o tratamento. Já tenho esta prescição há uns 3 anos e depois de alguns meses, faço uma paragem que acaba por coincidir com as alturas em que consigo andar mais equilibrada na balança.Tive de retomar o tratamento, mas estou expectante de que esta fase de adaptação, que costuma durar uns 3 a 4 meses, passe depressa. Os efeitos secundários em mim e que estou a sentir agora: Tensão Mamá…