domingo, 5 de fevereiro de 2017

2017 - Janeiro - 3 e 4 e o final do mês

Veio Janeiro e parece que a grande preocupação jornalística foi o tempo.
Como se nunca tivéssemos visto antes o primeiro mês do ano com frio, chuva e quiçá alguma neve.
Sim! o meu carro marcou -5ºC; um dia, à hora de almoço, apesar de um sol fantástico, estiveram 4ºC; outros dias caiu geada suficiente para ficar mais branquinho que o habitual...mas nada de "anormal" e que merecesse reportagens onde os entrevistados respondiam "pois, está o normal". Não obstante, e para me "guiar" de ano para ano, gosto de registar as ocorrências, incluindo as condições meteorológicas.
c




No sábado, dia 21 tive de ir trabalhar de manhã, Já referi anteriormente, mas ir trabalhar ao sábado (sem outro dia de compensação), "corta" o fds de uma tal maneira, que parece que nem o sinto. 

No domingo, esteve um dia de sol e fomos passear e brincar no Parque das Caldas da Rainha - que é um sitio que me traz sempre boas recordações e vontade de voltar lá mais vezes.



A semana foi mais do mesmo, mas consegui aproveitar algumas das "semi-hora-de-almoço" para tratar de roupas e outros assuntos.
...e do frio, passamos à chuva - que para mim é menos agradável que o frio
...

 Sábado 28

Nos dias de trabalho ou quando tem mesmo que ser, não me incomoda nada levantar cedo (até porque sou das "manhãs" e nunca fui da "noite".) Na sexta, deitámo-nos tarde para o habitual porque fomos beber chazinho com as amigas e no sábado deixei-me dormir " até querer".
Depois de acordar, andei a fazer uma corrida comigo mesma, com o objectivo de conseguir deixar a casa limpa e organizada até à hora de almoço.
À tarde, fui arranjar as unhas, fazer uma visita extremamente necessária ao cabeleireiro (meter cor), fui lanchar "fora"sozinha, fui ao supermercado, voltei a casa, despachei-me e saí de novo para jantar fora com as outras amigas (ex colegas de trabalho).

#161 new icon

Sinceramente, nestes jantares é mais importante porque a conversa em dia, do que propriamente comermos, mas se conseguirmos aliar as duas coisas, é ouro sobre azul. Basta dizermos: mesmo sitio, mesma hora e só fica por definir o dia.


Domingo 29
Foi dia de ronhonhar em casa: ler, cozinhar, zapping e todas aquelas actividades inerentes a um dia de chuvinha miudinha.



Dia 30
A "escolinha" fez uma acção com o objectivo de enriquecer a ludotoca: os pais contam um história aos meninos da sala e o livro fica lá. Como na 2ªf, teria de aliar outros compromissos, inscrevi-me nesse dia. Apesar de ter pedido o dia de férias, acabei por ir 2 horas, mas cheguei a tempo de contar a história....da Patrulha Pata :)  
À tarde, o Diego teve consulta em Lisboa e por outras razões (nada relacionadas com saúde) passei dos piores apertos do coração da minha vida. Experiência a não repetir.

 ...mais um dia e fechámos o primeiro mês de 2017.
Não foi um mês mau, e isso só pode ser positivo = ver o copo meio cheio.

4 comentários:

  1. Lulu geada não cai forma-se!!!

    O pai explicou isso milhões de vezes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois...se calhar não estava mesmo a prestar atenção. You know...tinha coisas mais interessantes para pensar :)

      Eliminar
  2. Também nunca percebi isso dos jornais (e inclusive abrirem-se telejornais) com a notícia de que está um "frio anormal" no... Inverno!!! E depois no Verão passa-se o mesmo com o calor. É o enche-palhas de tempo de antena. :)
    Gostei dessa ideia da ludoteca, com um pai/mãe a voluntariar-se para ler a história do dia. De certeza que o Diego ficou todo orgulhoso da mamã. :)
    Beijinhos grandes e um óptimo ano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R., ele gosta muito do "adivinha o quanto"!!! e quando dá na televisão diz logo " olha mãe, olha!!!" :) digo-lhe sempre que foi uma amiga que lhe deu!

      Eliminar