quinta-feira, 23 de junho de 2016

Compras para o bébé

P.S - não estou esperanças, mas houve boom de grávidas à minha volta. Venham elas, que o mundo é mesmo da criançada!

Andei a remexer em baús e fui desencantar alguns rascunhos que ainda tinha sobre a gravidez. Achei que devia publicar porque pode vir a ser útil a alguém.

Não comecei muito cedo a fazer o enxoval. Não me quis entusiasmar muito logo no princípio e acabar por comprar à toa, sem estar consciente do tamanho ou do que realmente precisava. Depois, com bastante tino devo de dizer, lá iniciei as compras para o bebé. 
No meu caso, foi a escolha acertada. Duas das minhas primas foram mães de meninos no último ano e por isso, passaram-me algumas peças de roupa e outros acessórios. Uns foram necessários, outros pensava que ia dar muito uso e não chegaram a sair da caixa. Ainda bem que não precisei de investir nessas coisas.

A opção para os menino é claramente menor que a das meninas, mas consegue encontrar-se coisas engraçadas-algumas unisexo e básicas, que no final acaba por estar no top das minhas preferências.
Depois, está tudo relacionado com a disponibilidade monetária: há coisas muito fofinhas, cutxi-cutxi, mas olhamos para o preço e ficamos na dúvida se a vírgula está no sítio certo. 39€ por um casaquinho? Oi?! Eu não gasto isso para mim que já tenho um 'tamanho estável" e se não vestir este ano, posso vestir para o próximo, quanto mais para um bebé em crescimento (que nem sei o tamanho com que nasce, nem como se vai desenvolver). Se não houvesse limitações no orçamento, eu nem olhava para a etiqueta e comprava mesmo porque era giro, mas a minha realidade não é essa.

Lojas:

Zippy
Tem bons básicos, mas por exemplo, na época de promoções não metem nada disso com desconto.

Zara kids
É mais caro que por exemplo a Zippy, mas tem coisas fofinhas e diferenciadas.


Zara Home
Gosto da loja. Gosto da tranquilidade que transmite. Não gosto dos preços. Fui algumas vezes, visitei o site, babei mas não comprei.

Primark
Ahhhhh o meu trauma por causa deste episódio. Tinha comprado bastantes coisinhas práticas-mantinhas, bodies. casaquinhos, babygrows...mas foi-se tudo quando me assaltaram o carro no Colombo. Não é que as coisas tenham uma qualidade por ali além, mas se seguramente formam as peças que mais aguentaram lavagens, secagens, despe-veste.
O balanço é claramente positivo.

Chicco
Nota-se que o os acabamentos são mais perfeitos e cuidados, mas os preços são excessivos para o meu padrão.
Comprei "equipamento": trio, cadeira de comer, parque, porque acho que são dos mais práticos que há. Tudo é desmontável e lavável!



Feira- os algodões são bons, mas o preço é de loja. Se eu ia à procura de uma pechincha, fiquei logo desenganada.



HM 
Para bebés (primeiros meses) a secção não é assim muito extensa. Tem umas coisinhas básicas para unissex e depois, começa a melhorar a oferta para os maiorizinhos.


C&A 
Não fiquei propriamente encantada. Algumas peças engraçadas, mas nada muito, muito giro. No entanto, os preços são agradáveis.



Ikea
Mobiliário é no Ikea.
É claro que se houver mais poder económico pode sempre investir mais, mas sinceramente não me parece um bom opção. O tempo passa tão rápido, que num sopro eles já estão na escola primária e a decoração deixa muito rapidamente de estar adequada aos gostos e fases das crianças.


Continente
A nível de produtos fui sempre estando atenta aos preços e às promoções. 
Curiosamente foi num supermercado da terra que consegui descobrir fraldas da dodot- tamanho 2 - a melhor preço: 100 a 14.79€.


Online

Amazon.co.uk 
Quando não temos algumas que não encontramos cá ou que são mais caras, o que é que faço?
Encomendo fora.
Gosto muito do serviço: a oferta é muito grande, é fácil de fazer a encomenda, a entrega é bastante rápida, apesar de eu escolher a opção de portes grátis e que por isso demora mais tempo.


Verbaudet 
Comprei bastantes babygrows a preços bem atrativos entre 6.99€ e 11.99€- porque apanhei a época de saldos. Muitas das mães que"ouvi" disseram que a qualidade é bastante boa.

La Redoute
Sendo do grupo da Verbaudet as características são similares assim como alguns dos produtos. Curiosamente, como estava tudo em saldos, encontrei peças com marca Verbaudet mais baratas na La Redoute (e encomendei algumas por lá)
Ainda que a criança cresça rapidamente acredito que vão haver peças bastante massacrados de tanto serem vestidas, outras que vou vestir uma vez e outras que nem vou vestir (espero que estas sejam mais as que me emprestaram porque o sentimento de"gastei dinheiro desnecessariamente não é do meu agrado!)

Wells
Aproveitei uma promoção boa e comprei tudo o que achei em conta. Sei que nesse dia gastei mais de 250€ só nesta parte.


Se tiver mais algum filho, espero que este post me ajude a relembar os "do & dont´s".

4 comentários:

  1. Um aparte: a Amazon já não entrega grátis para fora do país :( Já estavam a adivinhar o brexit.
    Patrícia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficamo-nos pelo de nuestros hermanos amazon.es :( Pode ser que um dia chegue a Portugal...mas com preços bons!

      Eliminar
  2. No meu caso, em que vem mais um menino e a caminho da seman 25. Comprei a semana passada uns gorros por causa da época e lugar em que vai nascer (do D só tinha um) e dois bodies pq coitadinho tb precisa de estrear algo. Sou muito ponderada nas compras como tu. Nest momento, tenho na lista para comprar compressas em nao tecido, fraldas Libero, e fraldas de pano com o nome do bebe. Aqui na maternidade não precisamos levar roupa nem nada para o bebé, eles fornecem tudo. Mas irei comprar a sua roupinha para sair da maternidade.
    Do baby D não fiz stock de nada, fui comprando as coisas e roupa tento aproveitar algo nos saldos mas não muito. Tb tive a sorte de ter muita coisa emprestada do primo, um ano mais velho.
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ouvi dizer muito bem das Libero, mas nunca experimentei.
      Espero que corra tudo bem com essa nova experiência na Alemanha. Depois partilha como foi!

      Eliminar