quinta-feira, 23 de junho de 2016

Compras para o bébé

P.S - não estou esperanças, mas houve boom de grávidas à minha volta. Venham elas, que o mundo é mesmo da criançada!

Andei a remexer em baús e fui desencantar alguns rascunhos que ainda tinha sobre a gravidez. Achei que devia publicar porque pode vir a ser útil a alguém.

Não comecei muito cedo a fazer o enxoval. Não me quis entusiasmar muito logo no princípio e acabar por comprar à toa, sem estar consciente do tamanho ou do que realmente precisava. Depois, com bastante tino devo de dizer, lá iniciei as compras para o bebé. 
No meu caso, foi a escolha acertada. Duas das minhas primas foram mães de meninos no último ano e por isso, passaram-me algumas peças de roupa e outros acessórios. Uns foram necessários, outros pensava que ia dar muito uso e não chegaram a sair da caixa. Ainda bem que não precisei de investir nessas coisas.

A opção para os menino é claramente menor que a das meninas, mas consegue encontrar-se coisas engraçadas-algumas unisexo e básicas, que no final acaba por estar no top das minhas preferências.
Depois, está tudo relacionado com a disponibilidade monetária: há coisas muito fofinhas, cutxi-cutxi, mas olhamos para o preço e ficamos na dúvida se a vírgula está no sítio certo. 39€ por um casaquinho? Oi?! Eu não gasto isso para mim que já tenho um 'tamanho estável" e se não vestir este ano, posso vestir para o próximo, quanto mais para um bebé em crescimento (que nem sei o tamanho com que nasce, nem como se vai desenvolver). Se não houvesse limitações no orçamento, eu nem olhava para a etiqueta e comprava mesmo porque era giro, mas a minha realidade não é essa.

Lojas:

Zippy
Tem bons básicos, mas por exemplo, na época de promoções não metem nada disso com desconto.

Zara kids
É mais caro que por exemplo a Zippy, mas tem coisas fofinhas e diferenciadas.


Zara Home
Gosto da loja. Gosto da tranquilidade que transmite. Não gosto dos preços. Fui algumas vezes, visitei o site, babei mas não comprei.

Primark
Ahhhhh o meu trauma por causa deste episódio. Tinha comprado bastantes coisinhas práticas-mantinhas, bodies. casaquinhos, babygrows...mas foi-se tudo quando me assaltaram o carro no Colombo. Não é que as coisas tenham uma qualidade por ali além, mas se seguramente formam as peças que mais aguentaram lavagens, secagens, despe-veste.
O balanço é claramente positivo.

Chicco
Nota-se que o os acabamentos são mais perfeitos e cuidados, mas os preços são excessivos para o meu padrão.
Comprei "equipamento": trio, cadeira de comer, parque, porque acho que são dos mais práticos que há. Tudo é desmontável e lavável!



Feira- os algodões são bons, mas o preço é de loja. Se eu ia à procura de uma pechincha, fiquei logo desenganada.



HM 
Para bebés (primeiros meses) a secção não é assim muito extensa. Tem umas coisinhas básicas para unissex e depois, começa a melhorar a oferta para os maiorizinhos.


C&A 
Não fiquei propriamente encantada. Algumas peças engraçadas, mas nada muito, muito giro. No entanto, os preços são agradáveis.



Ikea
Mobiliário é no Ikea.
É claro que se houver mais poder económico pode sempre investir mais, mas sinceramente não me parece um bom opção. O tempo passa tão rápido, que num sopro eles já estão na escola primária e a decoração deixa muito rapidamente de estar adequada aos gostos e fases das crianças.


Continente
A nível de produtos fui sempre estando atenta aos preços e às promoções. 
Curiosamente foi num supermercado da terra que consegui descobrir fraldas da dodot- tamanho 2 - a melhor preço: 100 a 14.79€.


Online

Amazon.co.uk 
Quando não temos algumas que não encontramos cá ou que são mais caras, o que é que faço?
Encomendo fora.
Gosto muito do serviço: a oferta é muito grande, é fácil de fazer a encomenda, a entrega é bastante rápida, apesar de eu escolher a opção de portes grátis e que por isso demora mais tempo.


Verbaudet 
Comprei bastantes babygrows a preços bem atrativos entre 6.99€ e 11.99€- porque apanhei a época de saldos. Muitas das mães que"ouvi" disseram que a qualidade é bastante boa.

La Redoute
Sendo do grupo da Verbaudet as características são similares assim como alguns dos produtos. Curiosamente, como estava tudo em saldos, encontrei peças com marca Verbaudet mais baratas na La Redoute (e encomendei algumas por lá)
Ainda que a criança cresça rapidamente acredito que vão haver peças bastante massacrados de tanto serem vestidas, outras que vou vestir uma vez e outras que nem vou vestir (espero que estas sejam mais as que me emprestaram porque o sentimento de"gastei dinheiro desnecessariamente não é do meu agrado!)

Wells
Aproveitei uma promoção boa e comprei tudo o que achei em conta. Sei que nesse dia gastei mais de 250€ só nesta parte.


Se tiver mais algum filho, espero que este post me ajude a relembar os "do & dont´s".

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Abril, Maio, Junho 2016

Depois de muito abandono por aqui, não sei se ainda há alguém desse lado, mas tenho a certeza que apesar de tardio, continuo a gostar de fazer os resumos sobre o que se foi passando. 
Acaba por ser um resumo "muito resumido". As memórias vão ficando mais ténues e se não me lembro o que fiz ontem, quanto mais há 3 meses.  

As fotografias são sempre um bom suporte, mas a quantidade tem sinto mínima e honestamente sinto falta de tirar mais! Logisticamente fica difícil de o fazer. Se vamos passear o cachopo quer colo (entenda-se colo da mãe). Se ele está a brincar e eu tempo tirar alguma, vem logo a correr porque não quer ser um interveniente activo e quer ser ele a tirar as fotos. 
Tive de contornar a situação: fui buscar a minha velinha Lumix, carreguei a bateria, metia-a na bolsinha e ofereci-lha. Desde que pegou nela, já tirou 599 fotografias. As melhores são quando ele diz "mãe munita" (mãe bonita :))  

O que é que se passou aqui nos últimos meses:

Abril

. 16 de Abril:  Aniversário do Diego - no alto dos seus 2 anos é oficial : ele adora os seus aniversários.
Calhou a um sábado, e o dia foi literalmente dedicado a ele. De manhã fomos passear à Nazaré, à tarde ele descansou, brincamos e à noite fizemos um convívio para a família e amigos íntimos. 
Acabou oficialmente a fase "bebé". Está a crescer assustadoramente depressa (percepção pelos meus olhos), mas a natureza é mesmo assim.




 . 27 de Abril: Aniversário da Luciana
Eu que sempre gostei do "meu dia", foi dos piores aniversários que já tive. Senti-me mesmo em baixo (down, down, down). Não teve a ver com o facto de fazer 36 anos. 
É verdade que já estou mais perto dos 40 do que dos 30, mas isso não me assusta de todo. Para me tirar desta "fossa", as minhas excelentes amigas fizeram o esforço espontâneo de ir almoçar comigo. Não foi um dia maravilhoso, mas sem elas teria sido 1000x pior.
À noite, agarrei nos meus homens e fomos jantar fora.


Maio


.01 de Maio - Dia da mãe.
O Diego esmerou-se nos trabalhos da escola e deu-me muitas prendas, mas a melhor de todas é ser simplesmente meu filho.


Como o dia estava excelente, fomos dar (mais uma) volta à Nazaré e andamos de "pompóio" (como quem diz "ascensor"). Adorou a experiência, mas ainda havemos de experimentar um comboio "à séria". 

Reinscrição na escolinha. Pode ser e parecer banal, mas é sempre um marco. Mais um ano escolar que está a chegar ao fim e outro prestes a iniciar...
Foto oficial


.22 de Maio - Varicela!!
Nem eu, nem o pai tivemos hipóteses de ficar em casa com ele, mas foi para casa do avô.
Quando lhe perguntava: o que é que fizeste com o avô a resposta era : " chocolá". Entretanto já evoluiu para "legos", mas o bichinho do chocolate ficou lá!
Foi impossível manter as rotinas, mas dentro do possível tentamos que ele as tivesse na mesma.
Teve seguramente mais de 200 borbulhas e ainda tem marcas, mas com alguns cuidados acho que vai passar sem grandes sequelas.

Junho

.02 de Junho - voltou à sua vida normal: escola, bacio, refeições normais.

.05 de Junhofomos ao Parque das Caldas da Rainha e calhou darmos uma voltinha pelo parque com o "Poeta". 
A charete não tem um custo fixo. Cada qual dá o que que pode/quer e o Sr. dá um passeio pelo parque. O Diego gostou bastante. 

.9 de Junho - Mini break (bem mini mesmo!): dois dias, uma noite. Foi a primeira vez que o Diego dormiu fora de casa. Correu bem.
Fomos para a zona de Setúbal/Tróia e acabamos em Alcácer do Sal.

No ferrie de Setúbal para Tróia.

Pequenos almoços de hotel. Provavelmente a coisa que mais gosto de uma estadia.

Portinho da Arrábida ao final do dia


Dormir: Ele adaptou-se super rápido a uma cama estranha. 
É um menino que tem necessidade de fazer uma sesta grande. Aos fds, chega a dormir 3h/4h. É um pau de dois bicos: óptimo quando preciso de tempo para fazer algumas coisas (limpar, arrumar, passar), mas muito castrador quando queremos aproveitar melhor o tempo. Ou seja, fizemos check in no Hotel e ele foi logo dormir a sesta. Só quando acordou é que conseguimos voltar para os passeios;

Comer: Foi moroso em algumas refeições (pelo menos comparado com o tempo que levamos em casa). Restaurantes, pessoas diferentes, muitas distracções. Lá ajudou o " free WiFi" e o telemóvel.


.19 de Junho: Foz do Arelho. Ao fds, se vimos uma réstia de sol, aproveitamos para dar um passeio pelos sítios ao nosso redor. Faz maravilhas ao espírito!

Outras coisas: andamos no desfralde. Não está a ser propriamente fácil. Ele nunca diz que precisa de ir fazer xixi ou cocó. Temos de andar sempre a perguntar e mesmo quando já se descuidou, continua a insistir que não precisa de ir. 
O processo está a ser em todas as frentes: escola e casa e isso facilita a iteração. Não estamos em regime miliar, mas temos de demonstrar alguma consistência e ir insistindo. 
Ah e já sei porque é que normalmente isto tudo decorre no verão...é que num só dia sou brindada com 4 pares de calças e cuecas mijadas. É preciso um tempo cooperate para tratar de toda esta roupa.  
Arsenal: bacio, redutor, cadeira, cuecas, boxers, livro...e muita paciência.


Trabalho: a empresa anda a enfrentar algumas "revoluções"- membros novos na equipa, obras no edifício, colegas de baixa... muitas mudanças em pouco tempo, mas espero que daqui a uns 3 meses se note algum resultado positivo e a minha carga horária diminua das 12 horas diárias. 
Haja paciência da minha parte.

E é isto! Over and out.