terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Janeiro, Fevereiro e quase Março!

Para quem tem perguntado por mim, aqui vai um resumo de como vão as coisas por estas bandas:

Custa chegar aqui e escrever de uma forma verdadeira, sem parecer negativa. Não gosto de me estar sempre a queixar, nem a bater "na mesma tecla". Isso e o tempo livre reduzido, fizeram com que estivesse tanto tempo afastada; Tento passar revista aos blogues, que leio pelo menos 1 vez por semana, mas nem dá para comentar. 

O trabalho ( emprego) continua a afectar-me muito. Podia dizer "ainda bem que o tenho", "que recebo o salário ao fim do mês", mas a minha realidade é que, 12 horas de trabalho diárias de funções para as quais não me sinto vocacionada e cuja pressão é enorme, só representam pouca qualidade de vida, quer física quer psicologicamente. Sinto-me "sufocada". Said it.

O homem já mudou de emprego para poder acompanhar mais o filho...e o pai dele. Ordenado muito mais reduzido, mas com um horário certo das 8h00 às 17h00 e com a garantia de que dorme todas as noites em casa;

Entretanto, na sua última semana de trabalho na antiga empresa, o pai dele faleceu; tenho pena que o Diego não o tenha tido mais contacto com o avô. Fariam muito bem um ao outro.

Fora as "desgraças", sinto-me abençoada pelo filho que tenho. Até ver, é um "forte". Felizmente o mais "doente" que teve, foi mesmo a resmeira na época natalícia que se resolveu com soro, mascaras e alguns ben-u-ron.

Come bem (apesar de eu achar que ele não deve ser grande fã da minha sopa). Na creche, comia 3 CONCHAS de sopa, frutinha e ainda ficava a chorar por mais. Agora já começaram a introduzir o "segundo" prato.

É um safadeco com 10 meses, 7 dentinhos e que sabe quando faz as maldades (mexer onde não deve, atirar fora as coisas que não gosta, fugir para os sítios mais frios da casa);

Ainda dorme no nosso quarto e vai continuar por lá até...eu achar que se deve mudar;

Apesar de estar "mais estranho" com os outros, continua simpático e a rir à gargalhada.

Gatinha mais rápido que eu ando. Palpita-me que vai ser um corredor nato e ainda vai escrever um blogue tipo...."corre como um bebé".
É assim como um passe de mágica : "tão depressa aparece como desaparece"...e depois vamos dar com ele a arrumar a despensa, enfiado na casa de banho, a abrir e fechar portas, armários...



Continuo prática em relação às questões do desenvolvimento: acho que devemos estar atentas, mas o melhor é deixar andar: os dentes nascem quando querem; os bebés gatinham quando se sentem preparados para o fazer mas alguns nem o fazem e começam logo a andar; dão beijinhos e dizem adeus quando lhes apetece; ou seja, não me sinto stressada nem despontada se o amigo do infantário faz e o meu não, nem tão pouco que acho o máximo porque o meu foi mais "espertinho" que os outros. Não quer dizer que não se troquem experiências, ou se tentem esclarecer dúvidas, mas cada bebé é único e por isso diferente de todos ou outros. 

 Acho que continua um bebé muito feliz e é isso que me acalenta a alma.

De uma maneira vapt-vupt estas são as noticias possíveis.

14 comentários:

  1. Ainda esta semana me lembrei de ti quando fiz umas papinhas de aveia ☺
    Lamento pelo teu sogro, infelizmente é o que temos de mais certo.
    O Diego está simplesmente uma fofura e a carinha não engana: és tu chapadinha!
    Não tenhas dúvidas que ele é feliz. Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que engraçado! Porque quando eu vi as tuas papas de aveia, lembrei-me de "mim" e de como tenho saudades do "antigamente" :)

      Eliminar
  2. O teu menino está a tua cara! É tão lindo... Quanto à fases menos boas, faz parte da vida... .Para quem lê, às vezes é reconfortante saber de que todos temos problemas, mesmo as pessoas que admiramos e que pensamos levar a vida perfeita. Não leves a mal este meu desabafo; só te desejo bem porque, apesar de não te conhecer pessoalmente, acho que és uma pessoa de luz, como se costuma dizer, uma pessoa do bem! E por isso gosto tanto de ler o teu blog! E, apesar de eu também evitar estar sempre a falar do que me incomoda, a verdade é que às vezes é preciso deitar cá pra fora... Um fardo partilhado é um fardo aliviado... Muita força e mais uma vez parabéns pelo filhote maravilhoso que tem estampado no rosto a felicidade e o carinho que recebe da mãe e do pai!
    Bjs
    P.S. - o meu novo blog é este: http://aprenderacuidardemim.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhahh...a minha vida está longe de ser perfeita. Como se diz : "cada qual sabe o dor e a delicia de ser quem é". Às vezes temos tendência para pensar que a vida dos outros é sempre melhor e mais fácil que a nossa e ficamos com um sentimento de inferioridade (ainda que involuntário). Tento não me apegar muito a isso. Há vida melhores, há vidas piores. A nossa é o que é. Se alguma coisa está menos bem temos de fazer o máximo para mudar o que estiver ao nosso alcance.
      ...Vou cuscar:)
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Olá Luciana.

    Primeiro que tudo lamento a perda do teu sogro.
    Já tinha tantas saudades de saber novidades tuas.... o teu menino continuam lindo e simpático.
    Trabalhar 12 horas por dia (remunerado não é?... fora o resto) não deve ser nada fácil mesmo. Eu trabalho 8 horas e mesmo assim sinto pena de não passar mais tempo com a minha filhota... imagino tu. Mas enfim precisamos de trabalhar não é?
    Desejo-te tudo do melhor, gostei muito de saber de ti e não me importo nada de aparecer aqui no blogue e ver uma lamentação tua, este blogue é feito por ti "uma pessoa normal" e todas as pessoas têm fases menos boas.
    Um beijinho

    Mónica P.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hello.
      Trabalhar até 9 horas era o meu sonho neste momento :)
      Ficamos com um "sentimento de culpa" meio parvo!
      Vou tentar dar noticias de uma forma mais regular. Promessas, promessas....
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Já tinha saudadinhas tuas!! Melhores tempos virão é assim que temos de pensar. Ele está enormeeee e lindo!! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. I.,
      Já vi que a tua menina nasceu! Parabéns!!!!
      Agora...é sempre em frente. Dúvidas, decisões, os outros a meter o bedelho e a dar bitaites. Ouve tudo, mas segue o teu coração e não te deixes abater porque a mãe e o pai são vocês.

      Beijinhos para as duas!

      Eliminar
  5. Lu que saudades de te ler :)
    Sinto muito pelo teu sogro. Acho que trabalhas horas demais. Tu no primeiro ano devias ter, que é por direito, 2 horas a menos de carga horária, afinal fazes mais 4. O dinheiro faz falta, mas tens que ponderar o que é mais importante para ti.
    Quem está por fora, aqui no meu caso, é muito facil falar, eu sei. Cada um sabe de si... mas acho que devias abrandar um pouco, só um pouquinho.
    O moço está giro nas horas :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita que não trabalho tanto por gosto. Além disso, nem horas extra ganho. É aquilo ao fim do mês e pronto :(

      Eliminar
  6. Luciana também tinha saudades dos teus posts... o teu menino continua lindo e a tua cara...
    Sinto muito pelo teu sogro :(
    Concordo 300% contigo quando dizes que cada bebé é único... digo sempre que são seres humanos pequeninos, nós não somos iguais, nunca seremos, porque raio havemos de estar sempre a comparar bebés!! Se assim fosse eu estava tramada, o meu não gatinha, ainda não dá a volta completa na caminha, não rebola... nao faz tanta coisa, mas há-de fazer ;)
    A mim preocupa-me que tenha saúde e que o seu desenvolvimento siga os parâmetros normais... o resto, os dias fazem... o amor constrói!
    Também tenho que te dizer que és uma sortuda por o teu pequenino não ter tido nada mais grave, febres e assim... :) o meu já me deu uns sustos! Foram quase 2 meses sempre assim... trabalho baixa, trabalho baixa...Ficava melhor ia po infantário tinha uma recaída... a última vez faz hoje 3 semanas... beijinhos!! *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que as coisas estabilizem relativamente à saúde do teu pequeno :)

      Eliminar
  7. Ele está um amor, engraçado que pensei que tinha comentado este post e afinal não o fiz, na altura fiquei tão feliz de ter notícias e por alguma razão não cheguei a enviar o comentário! Ao ler a tua rotina do trabalho fico quase a sentir-me mal pelos dias em que me queixo do tempo =/ es uma super mulher, e tens um super marido claro, porque não é fácil trabalhar tanto e tantas horas e depois gerir tudo o resto, eu saio de casa por volta das 9h e vou buscar o Gui as 17h30 (às vezes antes) e mesmo assim acho sempre que me falta o tempo! e cá em casa o marido faz o mesmo horário, aliás, somos os parvinhos que o vão buscar sempre juntos! é bem verdade que cada bebé é um só :) nunca é possível comparar, mas o Diego é um despachado, adoro ver bebés a gatinhar, sempre gostei, ficam tão engraçados, por aqui acho que não vai chegar a isso, só rasteja mesmo!
    Lamento a perda do teu sogro* a vida é tão complicada às vezes, valem-nos estas coisas boas e lindas que nos dão um mega sorriso quando entramos em casa, e nos ajudam a passar por tudo! Ele continua a tua cara, e essas dentolas ficam demais, que amor :D!
    O melhor de tudo é ele quase não ficar doente, que bom mesmo, acho que não há nada que se compare a eles terem saúde, eu disso não me posso gabar infelizmente, fico muito feliz por o D. ser assim, que continue sempre <3* beijinhos para os 2

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi!...não apareceu comentário nenhum.
      Acho muito bem que aproveitem a "parvalhice" se podem. De certeza que ele fica super feliz de vos ver aos dois no infantário. Eu não faço isso porque não posso. A semana passada tive de ir busca-lo um dia (quase vez sem exemplo!) e havias de ver a cara de felicidade. Gatinhou a mil à hora :)
      O Gui ainda vai ser mais despachado! e começa logo a andar, mesmo sem gatinhar.
      Considero mesmo que ele é abençoado por não ter grandes questões de saúde. Espero que continue assim!

      Eliminar