domingo, 19 de outubro de 2014

6 meses...

6 meses de um amor que não cabe só em mim. 6 meses de um amor que não cansa.
Ser mãe não me tornou mais lamechas. Ser mãe faz-me chorar pelos motivos certos. Por conta desse amor por aquela pessoinha, aprende-se a relativizar os problemas. Não quer dizer que eles desapareçam, mas a perspectiva é seguramente diferente.

Diego

Já ajuda muito a mãe:
.se vamos ao supermercado, quer logo pegar nos sacos (acha piada ao barulho);
.se o estou a vestir, pega numa das peças de roupa e quando dou por ela, já não sei onde a enfiou;
.entre bonecos e os frascos de cremes, opta sempre pelo último;

.Está sempre em "movimento", e quer sempre o que "vem a seguir";

.Na escolinha já está apelidado de "o simpático" (o que me deixa muito orgulhosa). Adaptou-se logo bem nos primeiros dias e estou a gostar muito da estrutura e projecto global da creche;

.Fomos à consulta dos 6 meses, e estamos com 8.760kg e 69.5cm. Fisicamente bem desenvolvido e felizmente que nos outros aspectos chave, também está muito bem. Quando saímos do consultório da Pediatra parecia que tinha lá passado um tsunami porque ele agarrou em tudo o que viu à frente;

.Come bem a sopa, fruta. Curiosamente, a papa é o que não entra tão bem.


Lu

Desde que recomecei a trabalhar no dia 22 de Setembro, as coisas não têm andando muito fáceis quando ao descanso físico e psicológico.

Ao nível da organização da casa e das rotinas do Di, até tem sido pacífico. A volta ao mundo activo, fez-me ver que consigo ser mais eficiente em algumas áreas da minha vida privada.

Não obstante, em relação ao trabalho/emprego propriamente dito, foi/é custoso. Houve uma reestruturação interna na empresa e fui colocada numa área de mais responsabilidade com funções e rotinas novas. Foi mais ou menos como começar do (quase) zero.
Tentar fazer tudo em 8 horas nem sempre foi/é fácil. Alguns dias, tenho de recorrer à minha mãe e vai ela buscar o Di. Na prática, mesmo quando consigo sair às 17h40, estou a trabalhar 9h30 horas. Tenho dias de 12 horas non stop. À 6ªf, o horário mais amigável é até às 20h. As manhãs de sábado também ficaram ocupadas, porque não queria deixar as coisas acumular.

Ajustarmos o "antes e o depois" nem sempre é fácil. Se antigamente, eu não me importava de sair às 20h, porque ninguém era prejudicado que se não tivesse em casa a essa hora, agora eu sei que não é assim. Continuo a gostar das coisas bem feitas e de as fazer de uma forma atenta e responsável, mas o trabalho não é de todo a minha prioridade principal. Possivelmente , vão haver alturas em que estas duas premissas vão entrar em choque, mas no dia em que sentir que isso prejudica e afecta o Diego, então, a minha vida terá de ser repensada. É viver um dia de cada vez e tentar que corra tudo pelo melhor.
Este "desabafo" não é uma queixa contra o meu trabalho!, é apenas a contextualização do meu desparecimento. Trabalho desde os 18 anos e continuo a gostar de trabalhar e de ter as minhas rotinas adultas; efetivamente também preciso do dinheiro do meu salário para fazer face às despesas mensais, mas daí a comprometer o que eu acho que é melhor para o Di e para mim como mãe...

O meu organismo respondeu a esta situação de uma forma como nunca tinha feito: deixei de ter fome ou qualquer apetite. Comer tornou-se num sacrifício enorme. 1 mês de trabalho equivaleram a alguns quilos a menos...mas da pior maneira possível. A pouco e pouco vou-me "obrigando" a "um bocadinho mais".

Nestas semanas não houve blog, facebook, instagram.... Senti-me mal, no sentido de ter emails que queria ter enviado, post que queria ter lido, comentários que gostava de ter feito...mas o pouco tempo que tive em casa, foi mesmo para dar atenção ao pequeno.

Este post até parece deprimente! apesar da situação não ser a melhor, continuo bem disposta e basta um miminho ou sorrisinho do cachopo, para eu me sentir nas nuvens.

19.10.2014
Oh mãe!! estou cheio de soninho...não me tires fotos agora.




15 comentários:

  1. Eu acho que ele é tão, mas tão parecido contigo! Então na 3ª foto, é a tua cara mesmo!! :)
    Só te posso desejar que as coisas no trabalho "acalmem" par que consigas ficar mais/menos a 100 %.

    p.s: não sabia que tinhas instagram. Tens de nos dizer qual é o nome para podermos seguir :)
    Daniela

    ResponderEliminar
  2. Lu, na primeira foto o pequeno D. está mesmo a tua cara!! Tem o teu sorriso, acho que já te tinha dito.
    É normal algumas coisas terem de ficar postas de parte, é uma fase nova na tua vida e as prioridades são diferentes. Desde que estejas bem e o Diego a crescer feliz, é o que interessa!
    Tudo de bom! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente, acho que o Di é uma mistura bem feita: olhos "do pai" com expressões da mãe, boca "da mãe" com expressões do pai. Foi o que deu tantos meses de treino!!

      Ser feliz (todos!) é o que interessa mesmo!!!!

      Eliminar
  3. PS: Ah, só para dizer que concordo com o apelido de "o simpático". É verdade, sim senhor! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho piada a pessoas que nunca o viram antes, dizerem: "ele hoje está bem disposto". Eu só penso, "mas quando é que o viram mal disposto?" :)

      Eliminar
  4. Bolas que ele está enorme! E lindo, mesmo simpático. Quanto à creche, é uma benção e um descanso para ti, sortuda. Quanto ao trabalho, na minha maneira de ver, eu só devo ter o trabalho que consigo fazer nas 8 horas de trabalho. Se não conseguir, é porque tenho trabalho a mais e o meu chefe deve rever as minhas tarefas. Num mundo ideal pelo menos. Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sweet, podes já podes imaginar, o meu mundo do trabalho não é nada ideal :(...é quase como se não saísse a horas porque não quero... Yeah! right!!! todas as horas extra que faço são à minha conta. Se conseguisse fazer tudo em 9h, porque é que ficava lá 11h??...Lai, lai, lai

      Eliminar
  5. Luciana o teu filho é lindo lindo :) que doçura de sorriso! Parabéns :)
    Quanto ao trabalho, é fácil falar de fora... Nem vou opinar... Antes de ter o G eu trabalhava muito mais das minhas 8horas pagas, à borla!!! agora não sei como vai ser! Estou sempre a dizer que não vou trabalhar mais que as minhas 6h (menos 2 de amamentação a que tenho direito, nisso a empresa não falha), mas não sei, a ver vamos :( Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que corra tudo bem para ti, para vocês :)
      Eu fui a primeira pessoa na empresa a ficar grávida, a gozar licença de maternidade, a retornar ao trabalho. 95% dos trabalhadores são homens, por isso, não há histórico nesta área.

      Eliminar
  6. Ainda ontem estavas grávida e hoje o D. já tem 6 meses e um sorriso lindo. Acho-o parecido ctg (tb não conheço o teu marido ;) ). Isso do trabalho é um pouco chato mas desde que o tempo que passem junto seja de qualidade tudo compensa. Compreendo tb o que dizes, o mais importante são os nossos filhotes, o resto passa sempre em segundo lugar!! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Monika, espero que esteja tudo bem com vocês :)
      ...passa muito depressa mesmo!
      Se eu o vou buscar a casa da minha mãe às 20h, é só mesmo chegar a casa e despacha-lo para o meter na cama :( porque ele precisa de dormir...e lá se vai o tempo e a qualidade.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Oh Lu, como te percebo, acho que já disse mesmo isso, tudo é relativo e os texugos fazem com que repensemos tudo, sem duvida!
    Vamos lá um dia de cada vez:)
    E quanto a compras, mima-te um pouco, sem duvida que temos que ser mais práticas, pelo menos para mim uma coisa que tem estado de lado são os saltos com mais de 10 cm, não me quero estatelar no meio do chão com o puto ao colo. de resto fui comprando algumas coisas que me animassem... Um batom, um colar, um lenço, dá logo um ar mais novo à figura e quer queiramos quer não, eleva a autoestima, e uma mulher de autoestima elevado é melhor mãe, melhor mulher e melhor profissional...
    Quanto à cadeira auto, optamos por comprar uma da zippy, com isofix, bastante mais barata, mas pareceu-nos igualmente de boa qualidade, o tecido é meio aveludado, mas com pontos de respiração e o miudo fica bastante bem lá dentro, mais estendido, enquanto é pequenino vai mesmo quase deitado. Também andei a ver as da chicco, mas quase 100 euros a menos é muito dinheiro e ainda há pouco tempo vi um artigo na deco sobre as cadeiras e as que tinham melhor relação qualidade/preço eram mesmo as da zippy. Agora só espero é que isso seja mesmo assim :)

    Beijos e bom trabalho, relativiza e faz de cada dia um desafio a superar, de certeza que vai ser mais facil

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahaahhh! A minha autoestima anda quase sempre na medida certa... nem muito em baixo, nem muito em cima :), mas compreendo o que queres dizer. Acho que agora é mesmo falta de paciência para entrar em lojas ou mesmo comprar online.

      Quando ele deixar o ovinho, vou mesmo ter de comprar outra para o meu carro, já que a Chicco foi para o carro do pai. Obrigada pela dica da Zippy :)

      Eliminar
  8. Opá o Di está mesmo lindo! Quanto ao trabalho vai tudo correr bem mas toca a comer mais um bocadinho que precisas de energia! Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  9. ele está um amor mesmo, adoro as fotos :)! e tu toca a espevitar, a comer melhor, aliás, sei que é o que vais fazer. e espero sinceramente que a situação relativamente ao trabalho melhore =/ imagino o esforço físico e mental! força* :) (o tempo agora parece que voa ainda mais rápido não é?)

    ResponderEliminar