Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2014

Uma nova etapa: a preparação e volta ao trabalho.

Quando descobri que estava grávida e delineei os aspectos práticos, nunca equacionei tirar menos de 5 meses de licença de maternidade.  Há pessoas que não têm essa opção, mas atendendo a que iria alguém substituir-me no trabalho, não senti que isso iria prejudicar os colegas. Mais um mês, menos um mês seria quase irrelevante a nível organizacional (desde que as coisas se mantivessem como as deixei), mas para mim, a nível pessoal, fazia toda a diferença. Queria acompanhar em exclusivo, o máximo que me fosse possível. Ainda assim, pedi mais uma semana de férias após a licença. Já não dava para esticar mais depois de 22 de Setembro.

Confesso que o timing da gravidez foi perfeito : não passei o Verão grávida (=inchaço e mal estar na certa!) e só iria trabalhar depois do "ano lectivo" começar.

Assegurar os cuidados para o Diego enquanto eu estarei a trabalhar, não foi uma opção muito difícil de tomar.
Os avós ficaram logo fora de cogitação por impossibilidade. Em abono da minha …

Hong Kong, Macau e China (Guangzhou)

Imagem
Este post sobre viagens está integrado no processo de destralhamento de minha casa. Nada relacionado, mas tudo a ver!
Mapas, cartões de visita, notas...coisas que não preciso, mas que não gostaria de deitar fora sem retirar a informação mais essencial. São post que dão trabalho, porque as viagens já foram há tempos e o exercício de memória é grande...mas é uma coisa que quero realmente fazer.

Não espero que leiam o post todo, porque afinal de contas, se uma pessoa não vai viajar para um determinado destino ou se não é para contar uma experiência recente, o interesse é bem pequeno!, mas fica para o futuro.

Let´s begin...

As minhas viagens ao Oriente foram sempre a trabalho e nunca por lazer. O jet lag (diferença horária de 8 horas a +), as longas horas de trabalho, o pouco tempo livre, o cansaço acumulado...fizeram com que nunca explorasse como uma verdadeira turista todas as áreas que gostaria, mas deu para ficar com um panorama geral e voltava sempre aos "meus sítios", mes…

Ponto de situação #4

Imagem
As nossas férias:

Tínhamos feito planos e reservas no sentido de passarmos 3 dias fora de casa. Cancelamos tudo no deadline. As coisas acabaram por evoluir noutro sentido e as "férias" foram feitas cá por casa. Obviamente que, senti um bocadinho falta de "coisas de verão": praia, piscina, areia...e até senti falta daquela moleza de um dia de dolce far niente. Suponho que para o ano também haverá verão, a água estará mais quente...e o cachopo já andará. Ou seja, voltará ao mesmo mas será sempre diferente.
E aqui vão algumas provas de que o tempo passa a correr e mais vale aproveitar bem:
A primeira sopa do D.
Oi? mas nasceu ontem e já come sopa??? Quer dizer...vai comendo! Uns dias come mais, outros menos. Ainda pensei que fosse a minha sopa a não saber muito bem, mas já provou "de outros lados" e continua a não encarrilhar muito bem com o processo. Não é caso para stresses desnecessários, nem para grandes guerras: vamos insistindo, mudando sabores...Fome …

Coisas da blogosfera...

O meu pai sempre disse: "os incomodados que se mudem".

Quando vou parar a algum blog com o qual não me identifico ou não gosto, é mesmo isso que faço, mudo-me. Faço ESC e fica o assunto resolvido.
Atenção que até pode ser bastante bom dentro do seu estilo, mas se é um tema que não me interessa minimamente, não perco tempo com isso. Convenhamos que não ia gastar energias a ver blogs de automóveis ou de bicicletas, assim como o meu homem, não ia gastar as dele a olhar para o meu blog (a sério! ele sabe que eu o tenho, mas nunca manifestou qualquer interesse em ler o que escrevo).
Apesar disso, reconheço que, por mais ESC que eu faça, há coisas que me cansam nesta blogosfera:
.A uniformização das criticas (reviews): Uma marca lança um produto. Nesse dia, todos os blogs do género, fazem um post a propósito disso. Se passamos de um blog para outro, o mais certo é vermos a mesma foto... de um ângulo diferente.  O pior é que uma pessoa deixa mesmo de acreditar no que se diz sobre …