Avançar para o conteúdo principal

Os primeiros dias do ano...

A 30.12.2013 entrei na 24ª semana de gestação. Confesso que me deixou um bocadinho mais descansada. Se alguma coisa correr menos bem, já é viável que o bebé nasça e sobreviva (ainda que muitas interrogações), mas isso deia-me mais serena porque cada vez me apego mais a ele. 

Faltam 15 semanas.
Por um lado JÁ só faltam 15 semanas em que ainda há tanto para fazer - seja a nível da organização das coisas do bébé, como a nível profissional;
Por outro lado, AINDA faltam 15 semanas. Quero aproveitar enquanto posso ser só ele e eu. É daquelas coisas que não se pode voltar atrás. Só se passa uma vez (pelo menos a cada gravidez). Sente-se o nosso corpo a adaptar-se às necessidades dele. Fico feliz quando noto que a barriguinha cresceu um bocadinho mais. 

Os últimos tempos têm servido para "aconselhamento" junto de outras mães, o que me facilita o planeamento das coisas a fazer e a comprar. Sem nos apercebermos, podemos poupar (ou deixar de gastar!) muito dinheiro. 
Obviamente que: "cada cabeça sua sentença". Há mães que não gostam de uma coisas, outras não gostam de outras. Há bebés que se dão bem com umas coisa e outros com outras. Cada médico faz as "suas leis".
Usando um bocadinho de bom senso é possível dissecar o que melhor se aplica ao meu caso. 

Não tive férias neste período de festas. Fui aproveitado os bocadinhos livres ao fim do dia, feriados e f-d-s para ir estabelecendo prioridades e fazer listas.

Tentei aproveitar os saldos para comprar roupinhas para o bébé, mas a verdade é que não encontrei assim tantas coisas que valessem a pena. Obviamente que há sempre uns achados, mas regra geral, os básicos nem desconto tinham.
No f-d-s passado, fomos até ao "El Corte Inglés", mas acabei por comprar só um casaco para mim. Não vi nada de especial que merecesse o investimento. 

E os primeiros dias do ano como têm sido?
   
Quarta, 1 de Janeiro 2014

É bolinha!!! Esta posição é um misto de lado/frente torcida. 

A primeira refeição ano!
Foi igual às dos outros dias, mas de qualquer maneira convém começar bem.
.
...e o almoço também teve coisinhas boas - bife de peru, massas, legumes e alface.
Algum exercício para desenferrujar.
A troca de agendas!
 A visita cá a casa da "Tia" Joana -que também quer que o menino seja bilingue. É de pequenino é que que torce a língua!

Sexta, 3 de Janeiro 2014

 Muita chuva na viagem a Lisboa.
 Paragem no IKEA para abastecimento do quarto da criança.

Sábado, 4 de Janeiro 2014

"Frozen" com a Nina
 Jantar com as meninas no "Costa Brava"
 A tia Bi deu a sua contribuição ao roupeiro do bébé.

 Domingo, 5 de Janeiro 2014

 Fui a Santana (feira local de domingo) comprar fraldas e babetes. 
Tratando-se de uma "feira", poderia pensar-se que são bem mais baratos que nas loja...mas não! A maioria dos comerciantes que tem este tipo de artigos, também têm lojinhas e o preço que aplicam é o mesmo. A questão é que temos a oferta mais concentrada.
(Nota - Até ao Natal, o meu homem pensava que as fraldas já não se usavam porque agora era tudo descartável. Lá lhe expliquei que estas não são propriamente usadas para o cócó e xixi...)

 
Desmontei a árvore de Natal. Daqui a uns 345 dias volto a reactiva-la!

E é assim! Mudou o ano, não se passa nada de novo mas fica aqui o relato dos primeiros dias para a posteridade.

Boa semana!

Comentários

  1. Olá! Já desmanchaste a árvore? Eu mantenho-a sempre até ao Dia de Reis, apesar de, depois do Natal, já pouco me dizer...
    Tantas comprinhas boas! Ri-me com a situação das fraldas, acho que seria um pensamento comum à maioria dos homens... :) Para quê fraldas de pano?? :)
    Gostei de ver que também ainda és adepta das agendas em papel. A maioria das pessoas que conheço já é tudo i-Pads e coisas do género, mas eu ainda sou old-school nesse aspecto. :) Gosto do papel e de letra manuscrita.

    Diz ao menino para se aguentar por aí as restantes semaninhas que está muito bem! Aproveitem este tempinho a dois, único.

    Beijinhos grandes!

    ResponderEliminar
  2. Hello!
    Desmanchei um dia mais cedo...., mas como não sabia se hoje me apetecia, despachei logo o serviço.
    Eu tenho sempre suporte de papel. Acho que tenho as agendas dos últimos 7 anos e ainda vou cuscar algumas notas que me são uteis. Acho que nunca vou deixar de gosta de sentir o papel nas mãos...
    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelas 24 semanas :D é um marco importante, eu concluí hoje as 24 e senti esse mesmo "alívio" que falas. Também tenhos os bodys zebra ehehe :)! já tenho muita roupinha e os babetes e fraldas encomendei a amigas, tenho várias dedicadas a estas coisinhas e tenho que me dividir...mas confesso que sou uma pessoa stressada e começo a ficar aflita por ainda não ter nada no quarto dele, este fds vou tratar da mobília. aproveita bem as 15 semanas que faltam :) eu confesso que não sou muito fã de estar grávida, estou hiper ansiosa por vê-lo e tocar-lhe e tê-lo cá fora...mas toda a gente diz que dá saudades, por isso, há que aproveitar :)! beijinho*

    ResponderEliminar
  4. esqueci-me de comentar que a tua barriguita está linda e fofa, super redondinha :)

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Um caso cabeludo...

Como é do conhecimento geral ( ou não!), a minha "área capilar" é dos sítios onde mais dinheiro tenho investido. Isto desde 2000 e troca o passo...
Sabem quando as mulheres se sentem invejosas com alguma coisa no corpo de outra mulher? Pois...a coisa que eu mais invejo é uma farta cabeleira e ver cabelos novos espetados a nascer! Esqueçam lá as coxas trabalhadas e os braços definidos! Se eu pudesse açambarcar alguma coisa de outra pessoa, era um cabelo mais farto.
Com a gravidez, não dava para fazer grande coisa, já que a maioria dos produtos eram contra indicados. Estava perfeitamente mentalizada que só iria retomar os tratamento lá para Outubro (supostamente seria quando deixaria de amamentar). Como as coisas tomaram outro rumo, deixou de haver razão para não atacar o mal pela raiz!
Alguns dias depois de ter parado a amamentação por completo, voltei aos cuidados capilares. Durante a gravidez o cabelo andou "o normal". Não senti "aqueles" benefícios tod…

Cuidados da pele - Rotinas e ácidos "The Ordinary"

Não sou dermatologista, nem facialista, nem especialista de coisa nenhuma, por isso a informação deste post reflecte a minha experiência pessoal e o que tenho pesquisado e lido em publicações que considero fidedignas.
Se me falassem há uns anos de "peeling" ou achava logo que era uma coisa muito radical e por "exfoliante" entendia que era aquela pasta dolorosa tipo "areia com agua". Com as pesquisas, fui entendendo as coisas de uma maneira diferente.

Adoro ouvir falar quem sabe realmente sobre produtos e explica as coisas de maneira que os leigos entendam. Recomendo vivamente duas senhoras que trabalham na "beauty industrie" : Caroline Hirons (UK) e  Stephanie Nicole (US) .

A minha pele da face sempre foi "boa". Não tive grandes crises de acne, nem marcas muito visíveis e sempre suportou confortavelmente as minhas oscilações de peso. Nos últimos anos, tenho-me preocupado mais com a qualidade da pele e menos com a maneira de disfarçar as im…

Hormonas e os seus efeitos colaterais

A queda de cabelo é um grande problema que tenho. Na realidade sofro de alopecia androgenética, ou seja "calvice tipicamente masculina". Vou controlando a situação com tratamento: gotas + pílula Diane 35 + Androcur. Este medicamente é o meu milagre e o meu desespero! Na Bula: "O Androcur é um medicamento hormonal que bloqueia o efeito de androgénios...; tem influência favorável em situações androgenodependentes, tais como crescimento excessivo de pêlos no hirutismo (NOT ME), perda de canelo (alopecia androgenética)..."(ME, ME!!!) Não é nada de alarmante porque me acontece SEMPRE que retomo o tratamento. Já tenho esta prescição há uns 3 anos e depois de alguns meses, faço uma paragem que acaba por coincidir com as alturas em que consigo andar mais equilibrada na balança.Tive de retomar o tratamento, mas estou expectante de que esta fase de adaptação, que costuma durar uns 3 a 4 meses, passe depressa. Os efeitos secundários em mim e que estou a sentir agora: Tensão Mamá…