sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Lately...

Não consegui arranjar um bom título sequer!
 Este post é assim para o desconexo. O único fio condutor é não ter nenhum...
Mas serve para ilustrar os meus últimos dez dias.

 Não tenho tido muito tempo nem apetite para cozinhar, mas nem por isso deixo de alimentar bem. 
Os almoços têm sido em casa do pai que insiste em tratar de mim com muita qualidade. Coze feijão verde e cenouras propositadamente para eu acompanhar os pratos. Escolhe proteínas mais magras. Compra salmão porque sabe que eu gosto. Faz filetes no forno só para mim quando faz filetes fritos para o resto da família...
 A mordomia deve estar quase a acabar, mas está a ser boa!

Já é tempo de figos...

Tenho comido alguns, mas tenho dado muitos mais.
 O aspecto não é dos melhores, mas já estão saborosos. A minha falta de jeito para os colher é notória: ou ficam quase esmagados, ou deixo metade do figo pendurado na figueira. Se alguém quiser ver apanhar alguns, esteja à vontade que eu abro a porta!

Para aproveitar o docinho fiz papas com figos...

Nos dias em que tenho cozinhado opto por coisinhas simples e rápidas como:
Esparguete integral como beringela e tomate.

No sábado à tarde, fui lanchar à "Jomafel" com a melhor companhia que arranjei: moi meme!
Tosta integral de queijo, acompanhada de um galão e do livro do momento: Aurora Boreal. 

Para além disso, neste últimos tempos já recorri a uma especie de fast food.
...mas como queria comer no conforto de casa, pedi um take away!
 ...que se transformou numa bela sopa de feijão seco e numa bifana grelhada!
Para mim, esta bifana bate de longe todas as outras!
O pão é feito por eles e por isso está sempre macio e semi quentinho. As febras já estão temperadas e por isso, o sabor é diferente do "feito em casa".

Estrada alcatroada! Parece uma coisa básica, não é? Mas nas ruas que circundam a minha casa foi uma novidade! 
Sempre que posso, tenho feito caminhadas. 

No domingo, fui ver a "Gaiola Dourada".
 Gostei. Ri-me bastante. Fiquei com umas lágrimas presas. Reconheci personagens que não podiam ser mais reais (e parecidas fisicamente!). Adorei o desempenho da Rita Blanco e a maneira como transmitiu todo o seu amor de mãe. É um filme que fala de identidade e de raízes. Fala de sacrifícios, mas também de boa sorte. Acho que vale a pena!

Ah....e o meu pai também era homem de meter um atrelado no Porshe ( se o tivesse!)

6 comentários:

  1. Foi um bom apanhado destes dias Lulu. Ainda não vi esse filme que já tanto deu que falar... A minha mãe é doida por figos, eu não gosto =/
    Beijoca*

    ResponderEliminar
  2. Nos últimos dias também me têm dado bastantes figos, que eu adoro!! E amoras? A minha mãe trouxe-me 2kg apanhadas à beira da estrada na aldeia. Nem sei o que lhes fazer... Beijo

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Olá Lulu!
    O teu pai tão querido para ti, aproveita! :) Os meus pais também se lembram sempre do que eu gosto quando vou lá jantar.
    Agora que a estrada está alcatroada as caminhadas até deslizam melhor!;) Não é é tão bom para os joelhos...
    Ainda não vi esse filme, se calhar vou esperar que fique disponível on... em dvd!:)

    Beijinhos grandes, boa semana!

    PS: A que horas posso passar a apanhar os figos? :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rute, a minha casa está aberta para mim a qualquer hora!

      Eliminar
  5. Adoro figos e essas papinhas ficaram com um aspecto maravilhoso!
    Beijinhos ;)

    ResponderEliminar