Avançar para o conteúdo principal

Fim de semana e as conclusões...

Sábado, 14 de Julho 2012

Pequeno almoço...

 Entre as 8h30 e as 13h estive a trabalhar. Estava sozinha, não havia telefones a tocar e o tempo rendeu bastante apesar de não ter despachado tudo.

Cheguei a casa, almocei bolonesa de vaca e de soja com arroz branco de cogumelos, beringela, salada e segui para as compras da semana no "Lidl" e "Neomáquina" (supermercado local).
A tarde foi passada entre coisinhas da casa e o sofá...
 O jantar foi novamente a bolonesa já que tinha feito em grande quantidade...
 Depois do jantar fomos beber um cafezinho e comemorar o aniversário da prima M. e do seu filho G.
Chá de frutos vermelhos.
 ...pautou-se por muita fruta e amendoins!!!

Domingo, 15 de Julho 2012

É delicioso tomar o pequeno almoço com o sol a entrar pela janela dentro...
 O tempo continuou a fazer das suas e ir à praia ficou fora de questão já que a ventania continuava. Corri as varandas à procura de um local mais abrigado em que o sol estivesse presente mas que o vento não incomodasse tanto.
 Para além de ler, aproveitei para meter a agenda em dia já que tinha papeis e listinhas espalhadas por tudo o que era sitio.
 Pompidou foi a companhia ideal. Adorou o sabor do protector solar!
 Quando o sol começou a ficar "perigoso", liguei para a mana e fomos com a Nina a casa dos pais, para trazer coisinhas frescas da horta : alfaces, tomates e morangos.

12h30 Almoço em casa dos sogros.
O que tenho no prato é METADE de uma costeleta de vaca grelhada. Estão a imaginar a monstruosidade de cada uma? Ocupava um prato inteiro!

 Quando cheguei a casa tinha a roupinha toda à minha espera, que ficou despachada em uma hora porque a seguir...

...fui ver a minha avozinha.

A partir das 19h, estivemos a comemorar o 2º aniversário da Beatriz...
...e a mesa estava cheia de coisas boas!
Seguramente que comi um terço desta melancia e as uvas e cerejas também não me escaparam...

Conclusão sincera:
.Ando a comer demasiada fruta. O pequeno almoço de sábado não teve direito a ela porque já não havia nada em casa e nos aniversários foram o alvo predilecto da minha gula. Sim! é fruta e podia ser pior, mas tudo o que é em excesso não me faz bem...;
.Ando com uma dor de cabeça e enxaqueca permanente....(deve de ser da fructose!) e o facto de o meu sono andar de péssima qualidade, não tem ajudado muito.;
.Ando a fazer pouco exercício físico;
.Ando sem grande motivação para fazer o que quer que seja.

= deixar de andar assim, só depende de mim e eu sei disso :)
Parar. Pensar. Saborear. Reorganizar. Agir. São as acções que preciso de meter em prática para me voltar a sentir EU.

...e foi assim mais um f-d-s. Agora é enfrentar a semana de trabalho e esperar que o prometido aumento de temperatura se torno realidade e permaneça até ao próximo.

Até amanhã...

Comentários

  1. e tu és super forte, por isso isto não passa de uma fase de preguiça. ;) Isso vai passar, que tu um dia destes deixas a preguicite de lado ***

    ResponderEliminar
  2. Um fim de semana em cheiro.
    Isso são fases que passamos, mas vais ver que daqui a nada, estás outra vez a 100‰! Pensa em todas as coisas boas que tens e vais ver que consegues!

    ResponderEliminar
  3. as festas são assim, um atentado à nossa dieta. eu na sexta tive um aniversário e para o próximo fds uma casamento... também tenho feito pouco exercício por causa de lesão, mas hoje quero ver se já vou um bocadinho.
    esperemos que o vento dê tréguas. boa semana

    ResponderEliminar
  4. Bem mais vale atacares a fruta que os doces...Eu também sofro de enxaquecas mas a mim deve-se a duas situações matabolismo muito, mas mesmo muito lento e fase pré-mestrual e mestrual...enfim...mulher sofre.
    Mas não há nada como exercicio físico ao ar puro nem que seja uma caminhada para ajudar...força ai :O)

    Beijijinhos
    Elisabete Cruz
    http://tralhasepanelas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Melancia é das frutas com menos calorias e mais água. E é boa, boa, boa! Mas lá está, quando começamos e n paramos de forma alguma, já sabemos que nos "sabe" a descontrolo e nos faz sentir mal.

    Sugiro que faças um post sobre como chegaste a este equilibrio actual, da tua decisão de n comer mais doces e de quanto tempo levaste a chegar a esta fase racional. Podia ser? Diz q sim :) beijinhoooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mia,
      Estou a alinhavar um post, mas tenho um no dia 26 de Março 2012 sobre isso :)

      Eliminar
  6. Olá Lucianana! Que fim-de-semana bom!

    Tenho uma agenda igual a essa para as coisas do trabalho. :) Por aqui também esteve muito vento durante o f-d-s, mas hoje de manhã na praia já não estava tanto. Detesto praia com vento (vento no geral, mas mais quando há areia por perto!).

    Respira fundo, faz uma pausa e reorganiza-te, a motivação volta!

    Beijinhos e boa semana!***

    ResponderEliminar
  7. Viste o meu mail Luciana? :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. Gosto da tua organização, eu estou aqui sem vontade nenhuma de limpar, tratar da roupa. Qdo o miudo adormece só me apetece dormir também.

    ResponderEliminar
  9. Agora vim comentar com mais tempo (há bocado estava no carro!) :)

    Às vezes também passo fases em que não me apetece fazer nada, e isso normalmente acontece-me quando estou de férias. Curiosamente quando ando mais stressada é precisamente quando quero fazer mais coisas diferentes, o que não faz grande sentido ;) Eu normalmente tenho uma listinha de coisas a fazer nas férias, e assim nunca fico aborrecida :) Não que eu ache que o teu problema seja não teres nada para fazer, mas podes aproveitar para te manteres (ainda mais!) ocupada, talvez fiques mais animada :)

    Exploramos melhor isso daqui a nada :D

    Beijinhos :D

    ResponderEliminar
  10. Olá Luciana :) Sigo há bastante tempo o teu blog e acho que a opção que tomaste quanto aos doces é um pouco radical... Eu compreendo o porquê de o teres feito, eu também já tive excesso de peso e sei que nem sempre é fácil lidar com as "gulodices"... Mas ao cortares a 100% com a ingestão de açúcares (sem contar com os que já estão presentes nos alimentos) acho que de certa forma te podes tornar um pouco "anti-social", porque, pensa bem, sempre que vais a uma festa não fazes o que toda a gente faz, que é comer um pouquinho de bolo, por mísero que seja. O ato de "comer o bolo" numa festa de anos também é um ato de socialização, de estar em sociedade... A pessoa sempre que pensa em aniversário a primeira imagem que lhe vem à cabeça é um bolo de anos, certo? Basta olhar para os cartões de parabéns para confirmarmos. E, para além disso, o nosso corpo gosta e precisa de açúcar refinado... Eu sei que quando se corta radicalmente num certo tipo de alimentos, o nosso corpo deixa de o desejar, mas o açúcar também é ESSENCIAL para o nosso corpo ser saudável e atingir o equilíbrio, tanto físico como psicológico. Uma vida equilibrada é aquela que é recheada de um pouquinho de tudo, e claro, de um docinho de vez em quando! Eu sei que o teu maior medo é comeres uma fatia de bolo e não conseguires parar, mas tenta ir a um restaurante e pedir uma sobremesa individual; assim já sabes que só vais comer a porção que te servem e ficas satisfeita e o teu corpo bastante feliz :) Se fazes mesmo questão de não comeres bolos tenta pelo menos comer iogurtes sem serem magros, continuam a ter pouco açúcar mas sempre têm um pouco, aquele que é vital para o teu corpo estar a 100% !
    Espero que não vejas este comentário como alguém que se quis intrometer na tua vida e/ou decisões, apenas sou uma leitora que já passou pela mesma situação que tu e que apenas te deixa um conselho!

    Tudo de bom e continua com o blog (venho cá todos os dias!),
    Beijinhos, J*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá.

      Não levei a mal o teu comentário, mas penso que não corresponde à minha realidade.

      Nunca me senti mais ou menos “anti-social” por optar por não comer açúcar e a teoria de que o nosso “corpo precisa de açúcar refinado” não me parece plausível no meu caso.

      Se numa festa há tanta escolha… e se a minha irmã opta por uma fatia de bolo de chocolate e eu opto por comer melão é apenas uma questão de escolha.

      Se vou comer fora e escolha como sobremesa uma fatia de abacaxi em detrimento de um “doce da casa” é apenas uma questão de escolha.

      Faço isso tão naturalmente como qualquer outra escolha e sem sacrificio algum.

      Se o meu corpo e a cabeça não me pedem açúcar refinado, qual seria a lógica de o ingerir só porque os outros também o fazem?
      Felizmente não pauto a minha vida pelo que os outros fazem ou pensam. Acredito que não é por comer uma fatia de bolo que vou ser mais sociável ou me vou integrar melhor…se beber mais de um copo de vinho ou outra bebida alcoólica ai o caso muda de figura, já que fico mesmo muito alegre!

      Se eu acordar um dia e pensar "hoje apetece-me uma fatia de bolo de chocolate!", vou a uma boa pastelaria e como uma fatia, porque isto não é uma obrigação, é uma opção.

      ...mas acho que isto ainda se vai tornar num post :)

      Eliminar
  11. Luciana que fim de semana gostoso :)
    o cafe voce toma com adocante? q tipo de adocante? ou acucar? :)
    bjaoo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Elen.
      Eu não uso qualquer tipo de açucar ou adoçante. Sempre que possivel, tento apreciar o sabor natural dos alimentos :)

      Eliminar
    2. gostaria de ser assim mas nao consigo tomar cafe sem adocante :)

      Eliminar
  12. Estou como tu, a precisar de uma reorganização !
    Vamos conseguir porque como disseste só depende de nós!
    Então bora lá, mais exercício, mais controlo na comida ( o meu descontrolo tem sido bem pior que o teu acredita!) e mais luta :D

    Beijinhos e tem uma boa semana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Um caso cabeludo...

Como é do conhecimento geral ( ou não!), a minha "área capilar" é dos sítios onde mais dinheiro tenho investido. Isto desde 2000 e troca o passo...
Sabem quando as mulheres se sentem invejosas com alguma coisa no corpo de outra mulher? Pois...a coisa que eu mais invejo é uma farta cabeleira e ver cabelos novos espetados a nascer! Esqueçam lá as coxas trabalhadas e os braços definidos! Se eu pudesse açambarcar alguma coisa de outra pessoa, era um cabelo mais farto.
Com a gravidez, não dava para fazer grande coisa, já que a maioria dos produtos eram contra indicados. Estava perfeitamente mentalizada que só iria retomar os tratamento lá para Outubro (supostamente seria quando deixaria de amamentar). Como as coisas tomaram outro rumo, deixou de haver razão para não atacar o mal pela raiz!
Alguns dias depois de ter parado a amamentação por completo, voltei aos cuidados capilares. Durante a gravidez o cabelo andou "o normal". Não senti "aqueles" benefícios tod…

Cuidados da pele - Rotinas e ácidos "The Ordinary"

Não sou dermatologista, nem facialista, nem especialista de coisa nenhuma, por isso a informação deste post reflecte a minha experiência pessoal e o que tenho pesquisado e lido em publicações que considero fidedignas.
Se me falassem há uns anos de "peeling" ou achava logo que era uma coisa muito radical e por "exfoliante" entendia que era aquela pasta dolorosa tipo "areia com agua". Com as pesquisas, fui entendendo as coisas de uma maneira diferente.

Adoro ouvir falar quem sabe realmente sobre produtos e explica as coisas de maneira que os leigos entendam. Recomendo vivamente duas senhoras que trabalham na "beauty industrie" : Caroline Hirons (UK) e  Stephanie Nicole (US) .

A minha pele da face sempre foi "boa". Não tive grandes crises de acne, nem marcas muito visíveis e sempre suportou confortavelmente as minhas oscilações de peso. Nos últimos anos, tenho-me preocupado mais com a qualidade da pele e menos com a maneira de disfarçar as im…

Road Trip Summer 2018 - Espanha!!!

Foram 6 dias "a andar".
Da Benedita seguimos para Toledo, onde passamos uma noite. De Toledo fomos para Albir, na zona de Benidorm onde estivémos 3 noites e exploramos as praias dos arredores. No regresso, ficámos uma noite na Ciudad Real e só depois rumámos a casa.
2190 Km depois, 880,00€ a menos na carteira, estes são os vídeos dos nossos dias, desde a preparação até à chegada:








E foi assim que passamos os primeiros dias das nossas férias de verão.