segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Sem excessos...

Este foi o meu primeiro Natal sem os propícios...excessos de Natal. E como é que eu me sinto? Bem. Muito bem. É uma sensação boa não nos sentirmos "intoxicados" com tanta comida. Está certo que tenho comido kilos e kilos de clementinas/tangerinas, que têm açúcar natural e as calorias também não se somem, mas a sensação é completamente diferente. Não me sinto mal, nem com a vesícula a doer de gorduras ou fritos. A minha ceia de Natal resumiu-se a: Bacalhau com couves, couve flor, brócolos, cenouras, 1 fatia broa de milho, clementinas e gelatina e café. A mesa estava recheada de sonhos, coscorões, filhos, bolo rei, e outros doces. Se me apeteceu alguma coisa daquilo?
Sinceramente não. Sinceramente não sofri por não comer aquelas coisas todas.
A minha questão não está relacionada com engordar se comer uma fatia de bolo rei. A minha questão prende-se com o vicio/compulsão. Sabemos que um alcoólico não se vai limitar a beber um copo de whiskey ou um copo de vinho. Vai beber até cair para o lado ou não vai descansar enquanto a garrafa não estiver vazio. Eu também sou assim em relação à comida e especialmente aos doces. Tenho a certeza que se começasse a comer, não ia querer só uma fatia. Iria ficar a pensar naquilo e não descansaria enquanto metade do bolo não estivesse comido. É um bocadinho triste ser assim, mas não consigo fugir a isto e por isso o melhor é a abstinência do que me leva à compulsão. E é por isso que já lá vão 9 meses sem tocar neste tipo de comida. O que é que me irrita neste processo? As pessoas dizerem que o açúcar me faz falta! Mas desde quando é que o açúcar refinado me faz falta, se há muitos alimentos a terem açúcar naturalmente na sua constituição?! Exemplos: fruta, sumo de fruta, iogurtes, frutos secos…tudo isso já tem açucares! Há pessoas que entendem a explicação, outras continuam a pensar que o açúcar me faz muita falta! e desisto de explicar.O meu desejo é que me consiga manter assim por outros 9 meses!
A ceia de Natal foi passada em casa da avó e o almoço de dia 25 Dez foi em casa da sogra. Como calhou a um f-d-s e não tenho nadica de férias, não fiquei muito descontrolada e sinto-me contente desta "season" ter passado. Eu não "desgosto" do Natal e até costumo apreciar a época, mas acho este ano não entrei no espírito. Senti falta do meu avô, tive pena de a minha avó não estar presente (apesar de termos utilizado a casa dela) e fiquei triste porque o meu homem não fez um esforço para aparecer por lá e ficou em casa dos pais. Mas a vida não são só tristezas e foi bom para o convívio familiar e para ver as crianças e delirarem com os presentes.
E agora tenho de fugir para a aula de aeróbica, ou chego tarde!

Jantar: Bacalhau salteado com legumes. Comi bacalhau ao almoço e ao jantar, mas ainda são sobras do Natal e não se pode estragar que a vida está cara! além disso eu gosto mesmo de bacalhau e não é sacrifício nenhum :)

6 comentários:

  1. Quem me dera conseguir ficar assim tanto tempo sem doces, acho que em 2012 vou tentar ser menos gulosa.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Parabéns! Admiro-te pela capacidade de auto-dominio! E estás muito gira...Parabéns!

    ResponderEliminar
  3. Como eu te compreendo...

    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
  4. Admiro muito a tua determinação. Beijo

    ResponderEliminar
  5. Tenho o mesmo problema que tu, mas não consigo resistir. E adorei a rena despenteada. Beijos.

    ResponderEliminar
  6. Olá Luciana. Tropecei no teu blog e parabens por resistires aos doces. Eu comi de tudo embora com moderação, mas já estou a trabalhar para voltar ao ritmo normal.
    Beijinhos e Bom Ano 2012

    ResponderEliminar