quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Low cost

A minha procura por uma vida equilibrada é em modo low cost.
Quando não tinha empréstimos de habitação, contas da electricidade, água, uma conta de supermercado tão elevada ...; quando tinha um emprego com uma remuneração mais generosa, podia dar-me a alguns pequenos "luxos" : drenantes, CLA, desintoxicantes, inibidores de apetite, comprimidos para a celulite, ginásio...
Mas há uma altura em que as prioridades se voltam para as coisas básicas. Eu até gostava de ter possibilidades para poder usufruir/adquirir  algumas dessas coisas, mas de momento não tenho.
Estas foram as trocas que fui fazendo ao longo dos tempos:

Ginásio = Aeróbica na colectividade local 2x semana por 10€/mês; Aproveitar o ar livre para o exercício tanto quanto possível; Dvd´s para fazer em casa;
Drenantes = Chá verde ; chá variado;
Alimentação= Fruta e legumes da época; horta do pai e do sogro; marcas brancas; planeamento das refeições para evitar estragar comida;
Almoço: Salada de atum e massa acompanhada de leitura...
Jantar: Sopa de legumes e feijão seco

9 comentários:

  1. A vida nem sempre nos ajuda naquilo que mais gostavamos... mas só quer dizer que por vezes há coisas que pensamos que são indispensáveis e afinal, podemos viver sem elas!!

    A vida leva-nos a substituir aquilo que antes era fixo, tanto na comida, como objectos e sitios, mas é mesmo assim!! Temos de nos desdobrar de várias maneiras para por vezes conseguirmos um mimo extra... mas é vai saber ainda melhor que antigamente.

    Beijooo (gosto tanto de te ler... espero n ser sempre chata)

    ResponderEliminar
  2. como te compreendo.... ainda me lembro de nao ter renda nem contas para pagar.

    Um luxo de vez em quando n faz mal a ninguem. Arranja um mealheiro e faz um "fundo de luxos" todos os dias que NAO gastares 5 euros pq em vez de comeres uma sandes e um cafe ou comprares pipocas no cinema,ou beberes um "spicy pumpkin Latte", resolveste nao o fazer, colocas os 5 euros no teu fundo de luxo... ao fim de um mes deves ter fundos suficientes para pelo menos ir a manicure, comer num restaurante ou comprar um par de sapatos :D


    beijos
    n

    ResponderEliminar
  3. Bem... pelo menos levas uma vida mais saudável! :D

    ResponderEliminar
  4. E assim é que deve ser. De certeza que se toda a gente fizesse o mesmo, não estava o país enterrado em dívidas até às orelhas...
    :)

    ResponderEliminar
  5. É o chamado dançar conforme a música. Eu também poupo imenso, há coisas que fazia e agora aprendi a não fazer, não dá mesmo.

    ResponderEliminar
  6. E tem resultado. O que interessa é que conseguiste ver uma maneira de dar a volta por cima e não desististe dos teus mimos. Cheira-me que és uma pessoa muito possitiva. Beijo

    ResponderEliminar
  7. Cada vez mais as pessoas estão a ser obrigadas a gerir a casa/vida de outra forma, pensar mesmo nas necessidades reais deixando de lado pequenos luxos!
    Eu também faço como tu, permito-me ainda ir ao ginásio mas é mesmo pela obrigatoriedade de ir apenas à hora do almoço!!

    Se fizeres questão em algum dos teus mimos, certamente que entretanto encontrarás uma troca equilibrada :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. E isso são óptimas soluções e funcionam. Hoje em dia não há como não fazer contas à vida, quem ainda não sentiu a crise vai acabar por sentir. Tambem já fiz uma serie de alterações ca por casa.

    ResponderEliminar
  9. SOu um pouco como tu! Por enquanto ainda vou ao ginásio, mas já ando a fazer as contas a vida para ver se posso continuar. Mas quanto à alimentação (e a maior parte das compras) tento sempre comprar marca branca e frutas/vegetais da época (não tenho hortinha para me ajudar :) Acho que estas pequenas coisas acabam por fazer a diferença ao final do mês!
    Beijinho

    ResponderEliminar