Avançar para o conteúdo principal

Mais do mesmo...

A minha alimentação continua equilibrada. O almoço é sempre salada, porque a hora é tão curta que nem tenho tempo de aquecer para comer. De manha deixo já tudo na saladeira e quando chego é só temperar, fotografar, comer, lavar os dentinhos e ir embora. Na melhor das hipóteses tenho 20 minutos para estas operações. De qualquer maneira eu gosto mesmo de vir a casa almoçar. Parece que corta o dia de trabalho, mas não o ritmo.
Os frutos secos, linhaça castanha e o chá têm-me ajudado a ter energia e não me sinto tão cansada como no principio.
O exercício tem-se resumido à aeróbica 2 vezes por semana e caminhadas de 50 minutos ao sábado e domingo.
Já sinto que me estou a orientar melhor com os meus horários e organização do tempo. Acordo às 6 da matina (incluindo f-d-s porque o meu corpo não sabe que dia é!) e deito-me lá para as 22h30. Tempo livre quase não existe, mas ando contente. Só falta mesmo uns domingos de sol que me permitam ir para a praia, que este ano não há férias!!
Quarta, 18 de Maio

Quinta, 19 de Maio

Comentários

  1. 20 minutos não é nada... credo! Tu aproveita bem os domingos para descansar. Tanto trabalho, sem férias pelo meio, até faz mal!!
    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Querida acho que precisas de descansar mais, nem que seja ao fim de semana dorme ate mais tarde...faz bem ao corpo e á alma, depois acumulas cansaço, começa a ser prejudicial para o teu organismo.
    Temos tempo para tudo para trabalhar e também para alguns momentos de relaxamento e distracção. É só saber dividir o nosso tempo
    É só a minha opinião, espero que nao me leves a mal. É só porque fiquei um pouquinho preocupada ao ler o teu post.
    A tua alimentação é perfeita e exemplar. Por vezes as pessoas querem emagrecer rapidamente e começam a cortar nos alimentos que mais falta nos faz...e depois não conseguem passar mais de uma semana com uma fraca ingestão calórica e depois lá vem a maldita compulsão alimentar.A tua alimentação é bastante saudável e fazes sempre as melhores opções.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. O que importa é que estejas bem e feliz, e dá para ver que estás :) continua ssim :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Vem aí um fim de semana, vê se descansas rapariga! :)

    Já fui espreitar o post das fotos... realmente até as feições mudaram, nem parces a mesma. Lá está a velha máxima de que a mulher é como o vinho do porto, quanto mais velha melhor :)

    Tens facebook? se quiseres me adicionar: alexandramlsantos@gmail.com

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. ehhehe estava a tentar perceber o que e linhaca, mas acho q e os flaxseeds em ingles.... tb ando na da linhaca... adoro o sabor daquilo acrescento a tudo, desde cereais a sopa saladas torradas etc etc etc... adoro. tb noto que qdo como o organismo funciona bastante melhor....

    como e que consegues ir dormir tao cedo? o meu golo e levantarme as 6 mas e impossivel deitarme antes das 12 :(

    beijos e bom fim de semana :D

    ResponderEliminar
  6. {vais adorar de certeza! o pão é um hábito, acredita...eu também era muito pãozeira, quando vivia em Portugal - aqui perdi o hábito completamente e já pão nenhum - especialmente o branco, blhec! - consegue acordar a compulsão :D}

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Um caso cabeludo...

Como é do conhecimento geral ( ou não!), a minha "área capilar" é dos sítios onde mais dinheiro tenho investido. Isto desde 2000 e troca o passo...
Sabem quando as mulheres se sentem invejosas com alguma coisa no corpo de outra mulher? Pois...a coisa que eu mais invejo é uma farta cabeleira e ver cabelos novos espetados a nascer! Esqueçam lá as coxas trabalhadas e os braços definidos! Se eu pudesse açambarcar alguma coisa de outra pessoa, era um cabelo mais farto.
Com a gravidez, não dava para fazer grande coisa, já que a maioria dos produtos eram contra indicados. Estava perfeitamente mentalizada que só iria retomar os tratamento lá para Outubro (supostamente seria quando deixaria de amamentar). Como as coisas tomaram outro rumo, deixou de haver razão para não atacar o mal pela raiz!
Alguns dias depois de ter parado a amamentação por completo, voltei aos cuidados capilares. Durante a gravidez o cabelo andou "o normal". Não senti "aqueles" benefícios tod…

Cuidados da pele - Rotinas e ácidos "The Ordinary"

Não sou dermatologista, nem facialista, nem especialista de coisa nenhuma, por isso a informação deste post reflecte a minha experiência pessoal e o que tenho pesquisado e lido em publicações que considero fidedignas.
Se me falassem há uns anos de "peeling" ou achava logo que era uma coisa muito radical e por "exfoliante" entendia que era aquela pasta dolorosa tipo "areia com agua". Com as pesquisas, fui entendendo as coisas de uma maneira diferente.

Adoro ouvir falar quem sabe realmente sobre produtos e explica as coisas de maneira que os leigos entendam. Recomendo vivamente duas senhoras que trabalham na "beauty industrie" : Caroline Hirons (UK) e  Stephanie Nicole (US) .

A minha pele da face sempre foi "boa". Não tive grandes crises de acne, nem marcas muito visíveis e sempre suportou confortavelmente as minhas oscilações de peso. Nos últimos anos, tenho-me preocupado mais com a qualidade da pele e menos com a maneira de disfarçar as im…

Hormonas e os seus efeitos colaterais

A queda de cabelo é um grande problema que tenho. Na realidade sofro de alopecia androgenética, ou seja "calvice tipicamente masculina". Vou controlando a situação com tratamento: gotas + pílula Diane 35 + Androcur. Este medicamente é o meu milagre e o meu desespero! Na Bula: "O Androcur é um medicamento hormonal que bloqueia o efeito de androgénios...; tem influência favorável em situações androgenodependentes, tais como crescimento excessivo de pêlos no hirutismo (NOT ME), perda de canelo (alopecia androgenética)..."(ME, ME!!!) Não é nada de alarmante porque me acontece SEMPRE que retomo o tratamento. Já tenho esta prescição há uns 3 anos e depois de alguns meses, faço uma paragem que acaba por coincidir com as alturas em que consigo andar mais equilibrada na balança.Tive de retomar o tratamento, mas estou expectante de que esta fase de adaptação, que costuma durar uns 3 a 4 meses, passe depressa. Os efeitos secundários em mim e que estou a sentir agora: Tensão Mamá…