quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Prioridades da Vida...

Olhando para trás vejo que as minhas prioridades se foram alterando consoante a minha idade. Se na casa dos 20´s eu dava muita importância e destaque à minha actividade profissional e a uma vida mais consumista, agora com os 30´s, vejo claramente que o mais importante para mim são a família e amigos, a minha casa e a saúde.
Sinto-me na fase em que para conseguir ir para o emprego de cara alegre, tenho pensar na minha casinha e dos momentos que poderei estar com as pessoas de quem mais gosto. São estes bocadinhos que me fazem realmente feliz e que contribuem para a minha estabilidade que combate a alimentação emocional.
Se antes não olhava ao que gastava nas “Zaras”, “HMs” e todas as outras, agora penso muito se realmente me faz falta e não poderei esperar um pouco mais para a aquisição, porque tenho outras despesas que o ter uma casa própria implica.
Mas honestamente, acho que sou mais feliz agora do que era com uma camisola de cada cor e feitio, porque sinto que estou a construir alguma coisa.
Em relação à família, sempre fui muito apegada, e raramente faltei a um domingo em casa da avó, mas desde à um ano, quando os meus avós ficaram pior de saúde, acho que ainda houve mais união e sei que tenho uma sorte danada de ter tios e primos assim. È esse o conceito de família que quero para mim. Sei avaliar isso, porque da minha família paterna não há qualquer relação afectiva e acho isso tão triste.
Vai-se lá saber porquê, mas hoje acordei a pensar nas minhas prioridades actuais…

1 comentário:

  1. Cá para mim,isso chama-se crescer...embora claro,haja sempre gente com prioridades diferentes!
    (encontrei-me com a Patricia num pequeno almoço por aí e nem lhe deixei um beijo para ti.Fica aqui,então!)

    ResponderEliminar