sexta-feira, 4 de junho de 2010

"Sex and the City 2"

Fui ver o FILME e não fiquei desiludida porque não levava expectativas elevadas. Quando se passa de uma série para filme e depois há uma sequela, o resultado nunca é tão bom como o original. Os “Friends” foram inteligentes no sentido de não aceitarem uma “re-união”, porque há coisas que deixam de fazer sentido quando são muito forçadas, e o SATC2 é um filme “forçado”. O primeiro rendeu milhões e não tenho dúvida que este também vai movimentar milhões: cinema, dvd, banda sonora, artigos das premieres mundiais, mas é penoso ver que acaba por se resumir a isso.
Inevitavelmente estabeleço comparações entre o 1 e 2 : Closet : 1 é bem melhor: mais urbano, mais “usável”, mais atractivo, mais glamoroso. Gostei de alguns fatos da “Miranda”, os “Halston” da Carrie e confesso que pouco mais…; Cenário: senti falta de Nova York porque faz parte do nosso imaginário e identificação com a série; Homens: acho que todas as meninas ficaram encantadas com o charme de Max Ryan, no papel de Rikard Spirit; Amigas : Kim Catrall salvou o dia porque a sua personagem é igual a si própria e dei umas boas risadas! mas o argumento é fraquinho.
Point: O filme fez-me pensar que todas envelhecemos, seja em “Hollywood” ou aqui. Quando comecei a seguir a série, eu só tinha 18 anos e elas estavam com 30 e poucos. Presentemente eu tenho 30 anos e não dá para esquecer que elas têm entre 44 e 54 anos. O melhor é aproveitar bem esta década que isto não dura para sempre.

Não obstante de tudo o que disse, continuo grande fã daquelas 4 girls.
Imagens retiradas da internet.

Por ter visto o filme, revi os anos 80!

Não me visto assim todos os dias. Foi mesmo no Carnaval de 2009. A moda dos anos 80 é radical, porque se detesta tanto que se acaba gostando.

1 comentário: